6 de novembro de 2014

Caso Boboya Show ! assassino foi julgado e condenado há 18 anos de prisão


O julgamento começou por volta das 8 da manha. Logo cedo já havia movimentação das da família do acusado e da vitima. Foram distribuídas senhas para entrada dos expectadores do julgamento.

Leandro Coelho estava no salão do júri e se mostrava tranqüilo. Na acusação esta o advogado Moises Aguiar auxiliado pelo ministério publico e na defesa o advogado Jose Luiz, acompanhado de uma outra advogada contratada pela família do acusado. Em primeiro momento foi lido o processo e o parecer do ministério publico para que os sete jurados convocados pudessem ter detalhes das investigações do crime.
A primeira testemunha a ser a chamada foi o irmão de Boboya, ele narrou os acontecimentos que culminaram com a morte do irmão. Depois de rayson a mãe de Rithiele, jovem apontada como pivô da discórdia entre os dois, ela narrou como era a convivência da filha com Leandro e como a disputa pelo amor da filha terminou em morte. 
O julgamento deve transcorrer por o dia de hoje e a previsão é de um resultado para o período da noite. Vários militantes da imprensa acompanham o julgamento na expectativa de um resultado justo. Todas as testemunhas foram ouvidas nas primeiras horas da manha. Mas o depoimento mais esperado era de Leandro coelho. Ele esta preso a cerca de um ano acusado da morte de Boboya. O primeiro passo da acusação foi exibir uma reportagem produzida pela imprensa local, onde Leandro fala do crime. Na entrevista dada no dia de sua prisão Leandro diz que agiu por instinto.
O depoimento de Leandro coelho era aguardado e deve ser decisivo. Leandro estava nervoso e apesar do direito de ficar calado respondeu a todas as perguntas, com exceção de uma: sua ficha policial antes de cometer o assassinato de Boboya. Em seu depoimento Leandro contou detalhes sobre como matou o editor de imagem Rhaydson Feitosa, mas mudou alguns argumentos. Leandro diz que foi influenciado pela ex mulher, com quem Boboya estava tendo um relacionamento amoroso, disse que saiu de casa com a arma e alegou que encontrou Boboya por acaso.
A acusação fez perguntas que fez o acusado se contradizer algumas vezes. Leandro foi orientado a desfazer a acusação de que premeditou o crime. Já a defesa não fez muitas perguntas a Leandro. Os advogados dele apenas fizeram questão de frisar a influencia que as redes sociais e a ex mulher de Leandro tiveram para este desfecho trágico. O advogado de defesa Jose Luiz parece estar consciente da condenação, mas nesta tarde vai argumentar sobre os motivos do crime. Jose Luiz sinalizou que vai usar o apelo sentimental dos jurados para tentar sensibilizar os jurados, deve usar como estratégia a influencia que a ex mulher de Leandro teve para este desfecho.
Mas o advogado de acusação Moises Aguiar estava otimista no final desta manha. Disse que os testemunhos foram contundentes, principalmente os oculares: pessoas que estavam presentes na hora do assassinato e atestaram que Leandro chegou na casa de Boboya, pediu para que um vizinho o chamasse e em seguida efetuou os disparos a queima roupa e saiu em fuga em seu veiculo. Moises disse ainda que esta otimista e que aguarda uma condenação para Leandro.
O julgamento esta programado para ter retorno no principio desta tarde e a previsão e de uma sentença até a noite. Os familiares de Leandro coelho preferiram não se pronunciar, disseram que vão aguardar a decisão do júri. Já os amigos e parentes de Boboya acreditam em uma condenação que amenize a dor de uma vida que se foi. Por volta das 17 horas saiu a sentença do juri que condenou Leandro Coelho 18 anos de prisão.


Fonte: Texto Diego com fotos de Junior Ribeiro

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE