22 de dezembro de 2014

Leitor santareno indignado diz que Policia Rodoviária foi omissa




Venho aqui nesta rede social Facebook denúncia a Polícia Rodoviária Federal  sobre um acidente que ocorreu por volta das 4 da manhã. O local foi na Cuiabá em frente ao motel delírios. O acidente aconteceu hoje pela manhã comigo Júlio César Neves dos Santos. O rapaz com o nome não irei citar colidiu com carro TÁXI siena prata com a placa obx-6557. O rapaz em outro carro particular estava embriagado. o mesmo dirigia um palio e fez um ultrapassagem proibida e colídio com o meu táxi, as 4 horas da manhã. O condutor do TÁXI Júlio César Neves estava com um casal que iria para o motel delírios.O sujeito foi liberado pela Polícia Rodoviária Federal e não fizeram os procedimentos corretos por direitos de todos os envolvidos no acidente. O rapaz do carro particular está com a licença do veículo atrasado o motorista embriagado fez ultrapassagem proibida e vinha acima de 100 km por hora e ainda tentou agredir os passageiro e o condutor do Táxi. Estou revoltado com essa situação um absurdo tudo o que eu presenciei. Pela atitudes que os Policiais Rodoviários Federais Tiveram, pois levaram o motorista embriagado e seu amigo de 17 anos de menor embriagado no tabocal onde eles residem.
 Carro que o taxista estava na hora 

HOJE estou aqui sem trabalho com a minha ferramenta de trabalho o TÁXI sem poder trafegar. TUDO por causa de um condutor irresponsável e polícias que não realizaram o seu trabalho. O carro era um Fiat Palio acho que o modelo e 2003 um carro meio velho cor rocho queimado meio envelhecido carro ta Mau tratado pelo dono e todo batido pelos cantos. documentação atrasada. segundo os relatos de alguns colegas taxistas o condutor desse veículo está numa festa e agredindo uma mulher os policiais tentaram aborda o mesmo na hora e o liberaram, foi quando o motorista saiu conduzindo o seu veículo embriagado com seu amigo de 17 anos também embriagado. fomos proibidos e bater fotos e gravar pelos policiais na hora sofremos ameaças de ser presos por causa de desacato. Neste caso não seria desacato seria abuso de autoridade. O policial rodoviário federal disse pra mim que não tinha bafômetro e tava em falta só tinha em Belém. já depois que tinha passado umas 2 horas do acidente o meu amigo que trabalha no niop e é cabo militar e trabalha com o Capitão Valério foi conversar com o policial rodoviário federal ele disse que iria buscar o bafômetro já que não se lembrava que tinha. esperamos mais 1 hora o sujeito foi na caminhonete da Polícia Federal, pois seria apresentado na Polícia Civil aqui na cidade e que eu se quisésse eu poderia conferir. eu fui na delegacia para ver se estava ocorrendo os procedimentos legais do acidente e nada foi feito, pois já era 6 45 da manhã e provavelmente ele não iria comparecer para registrar o fato ocorrido. Isso me levou a ficar mais indiguinado com a situação.

agradeço a todos que divulgarem está relato de um cidadão trabalhador que não e a primeira vez que presencia o desrespeito das leis de trânsito.

Fonte : Via Facebook

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE