22 de janeiro de 2015

Crueldade ! Homens esquartejam cavalo moribundo em tourada na Colômbia

 
Do R7
Desde o começo do ano cerca de 40 cavalos já sofreram algum tipo de violênciaCanal Livre/YouTube

Um cavalo foi esquartejado ainda vivo em uma tourada em Buenavista, Sucre. Um vídeo do acontecimento foi divulgado na internet e provocou o repudio dos protetores de animais.

O cavalo havia sido chifrado por um touro e após cair, permaneceu no chão.

Neste momento, dezenas de pessoas atacaram o animal ainda vivo e começaram a arrancar sua pele e carne com facas.

Esta é a segunda vez no ano que acontece este tipo de maltrato extremo.

O primeiro foi o caso de um touro que foi apunhalado e torturado até a morte pelos participantes. As duas situações ocorreram em eventos públicos e com a presença de crianças.



Presidente da Associação Defensora dos Animais em Sucre, Mufith Salaiman, afirmou que desde o começo do ano 40 cavalos já sofreram algum tipo de manifestação de violência, e expressou a necessidade de criar leis que regulamentem este tipo de eventos ou pedir sua proibição. 

“Os verdadeiros responsáveis destes atos de violência são as autoridades locais, o prefeito e a policia, é preciso uma lei mais rígida” desabafou Salaiman.

O senador Armando Beneditti que já propus um projeto de lei para proibir as touradas e eventos afins afirmou na sua conta de Twitter que é preciso continuar em frente com o projeto para que tudo aquele que maltrate um animal ou o mantenha em cativeiro seja punido.

“Aproveito para falar que os cavalos de Cartagena estão muito fracos, magros e cansados, com certeza mal alimentados e trabalham mais do que devem” comentou na rede social.

No entanto, moradores de Sucre que simpatizam com estes eventos defendem que não é possível proibi-los por representarem fonte de sustento para muitas famílias que participam das touradas, assim como os vendedores e artesãos que se beneficiam com estas festas.

Fonte : http://noticias.r7.com/

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE