12 de fevereiro de 2015

Operação Carnaval mobiliza 8.132 homens no Pará


 
O Sistema Estadual de Segurança Pública e Defesa Social apresentou nesta quinta-feira, 12, o planejamento da Operação Carnaval, que este ano vai mobilizar 8.132 agentes públicos, 3.532 a mais que na edicação do ano passado. O detalhamento das ações que serão desenvolvidas de forma integrada na Região Metropolitana de Belém e municípios do interior foi divulgado pela Secretaria Adjunta de Gestão Operacional da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), na sede do órgão, em Belém.

O evento teve a presença do titular da Segup, Jeannot Jansen da Silva Filho, e demais gestores e dirigentes das instituições que integram o Sistema de Segurança Pública do Pará (Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento de Trânsito do Pará, Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, Centro Integrado de Operações, Grupamento Aéreo e Grupamento Fluvial de Segurança Pública).

“Não há inovações porque nós já temos a prática do que fazer. Essa operação apenas foi ampliada com base nos dados colhidos nas operações anteriores. A mensagem é a mesma: se beber, não dirija. Essa é uma regra aparentemente simples, mas que ajuda a evitar muitos problemas”, ressaltou o titular da Segup, ressaltando que, além do aumento do efetivo, o número de municípios atendidos também foi ampliado.

O Centro Integrado de Operações (Ciop) vai coordenar e gerenciar a prestação de serviços de urgência e emergência. Além de registrar todas as chamadas recebidas pelo número 190, o órgão também vai regular as ações de monitoramento com câmeras nas vias públicas. “Nesse período de carnaval vamos manter as equipes atuando em turnos para atender as chamadas por 24 horas. Por concentrar as chamadas de vários serviços considerados emergenciais, voltamos a frisar a importância de se evitar os trotes ao Ciop. Muitas vezes uma brincadeira com o 190 pode acarretar na mobilização de recursos e contingente para uma ocorrência falsa, em detrimento de uma outra, real, em que uma vida possa estar em perigo”, alertou o Tenente Coronel Calderaro, diretor do Ciop.

As equipes de fiscalização do Detran trabalharão com o apoio de 30 viaturas e 15 motocicletas, utilizando os etilômetros (bafômetros). As ações educativas serão realizadas por 25 servidores, por meio de abordagens a condutores e pedestres. O objetivo é alertar a todos sobre os perigos da direção após a ingestão de bebida alcoólica, em favor de um trânsito seguro. “O Detran fará parte dessa operação com o intuito de prevenir a população para que não tenhamos registros de acidentes nesse carnaval provocados pela imprudência”, reforçou Valter Aragão, diretor Operacional do Detran.

O Corpo de Bombeiros Militar atuará principalmente nos balneários, onde ocorrências como afogamentos e crianças perdidas são mais comuns nessa época. Os militares da corporação vão distribuir pulseiras de identificação para as crianças nos postos instalados nas praias. “Vamos orientar os banhistas para que mantenham atenção redobrada sobre as crianças e também orientá-los sobre a tábua de marés, para que eles saibam como enfrentar certas situações. Em Salinópolis, por exemplo, há situações frequentes de carros atolados na areia. Nós vamos estar lá para auxiliar essas pessoas”, acrescentou o Comandante Geral do Corpo de Bombeiros, Nahum Fernandes da Silva.

O Sistema de Segurança Pública e Defesa Social do Pará vai desenvolver ações operacionais nas 15 regiões integradas de Segurança Pública (Capital, Guamá, Tocantins, Marajó Oriental, Caeté, Capim, Marajó Ocidental, Lago de Tucuruí, Carajás, Xingu, Baixo Amazonas, Araguaia, Alto Xingu e Tapajós).

GRAESP

O Grupamento Aéreo (Graesp) vai atuar com sete aeronaves nas ações de resgate, remoções aeromédicas e no patrulhamento aéreo preventivo nas casas penais, áreas comerciais, Região Metropolitana de Belém, praia de Caripi (Barcarena), Vila de Beja (Abaeteuba), Salinópolis, Santa Maria do Pará, Altamira, Marabá, Redenção, Santarém e nas rodovias estaduais e federais. O patrulhamento aéreo nas estradas terá início na manhã desta sexta-feira, 13. Na quarta-feira, 18, por conta do movimento de retorno nas estradas e rodovias, as ações do Graesp serão intensificadas durante todo o dia.

GFLU

O Grupamento Fluvial (GFLU) é responsável pelo planejamento e utilização de embarcações nas ações de patrulhamento fluvial e salvamento aquático, atuando na prevenção e coibição da prática de crimes nos rios do Estado. Com o apoio de cinco embarcações, as equipes do GFLU vão intensificar as ações na orla de Belém, ilha de Cotijuba, distrito de Icoaraci, Outeiro e município de Vigia.

Polícia Civil

As equipes da Polícia Civil serão responsáveis pelas atividades de polícia judiciária, registro, licenciamento e fiscalização em estabelecimentos de diversão pública, bares, lanchonetes, restaurantes, hotéis, pousadas e similares. Equipes específicas da PC vão realizar operações “Lei Seca”, em Mosqueiro e Salinópolis. Também haverá fiscalização da prática de poluição sonora.

Polícia Militar

A Polícia Militar vai reforçar a segurança em 68 localidades paraenses. Quase 1.000 policiais que trabalham nas atividades administrativas da corporação vão reforçar o policiamento ostensivo, preventivo e de repressão à criminalidade, na capital e interior do Estado. A corporação também vai manter equipada e em condições de emprego imediato as tropas de controle de distúrbios e de operações especiais. O Comando de Missões Especiais (CME) da PM fará rondas nas casas penais, nas seccionais de polícia onde há carceragens e nas Centrais de Triagem (Cremação, Marambaia, Sacramenta, São Brás e Marituba).

CPC

O Centro de Perícias Científicas Renato Chaves vai reforçar o número de servidores em Salinópolis, Mosqueiro, Marudá, Vigia e Cametá, nas atividades técnicas de perícias de natureza criminal, perícia de identificação veicular, constatação de drogas ilícitas e contrabando, além de exames em locais de crimes ambientais e contra a vida.

Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros Militar vai atuar com 513 militares nas 15 regiões integradas do Estado, cobrindo 40 municípios. Quase 470 bombeiros trabalhão diretamente nas atividades de proteção balneária como guarda-vidas; no apoio, como pilotos de lanchas, motos e outros veículos; e nas ações de estrada, com as ambulâncias de resgate para atendimento pré-hospitalar em acidentes automobilísticos. A operação dos bombeiros militares será dividida em duas frentes de trabalho: nos balneários e nas estradas. Nas estradas que registram maior índice de acidentes de trânsito serão montados postos para a realização de primeiros atendimentos e, se necessário, a retirada de vítimas de ferragens. As ambulâncias de resgate ficarão posiciionadas nos municípios de Belém, Santa Luzia do Pará, Nova Timboteua, Santa Maria do Pará, Marapanim (Marudá), Goianésia do Pará, no trevo de Salinópolis e na ponte de Moju.

Detran

O Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) participa da operação com 155 servidores, entre agentes de fiscalização de trânsito e educadores. O órgão vai intensificar a fiscalização da “Lei Seca” em pontos de maior fluxo de foliões na capital einterior do Estado. O Detran estará presente em diversas localidades, entre elas os distritos de Mosqueiro, Outeiro e Icoaraci, na Região Metropolitana de Belém, e nos municípios de Salinópolis, Bragança/Ajuruteua, Vigia, Abaetetuba, Barcarena, Marapanim/Marudá, Conceição do Araguaia, Altamira, Tucuruí, Soure/Salvaterra, Óbidos, Curuçá, Mojuí dos Campos e Cametá.

Fonte : Agência Pará 
Texto:
Tatiane Dias

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE