25 de fevereiro de 2015

Travesti morto com uma pedrada em Parauapebas


 

Ainda se encontra sem solução a morte de um travesti que foi assassinado com uma pedrada na cabeça por volta das 4h30 da madrugada do último domingo (22), na principal rua do Bairro Paraíso.


De acordo com a Polícia Civil, a vítima usava um documento falso com o nome Igor Venicius da Silva Cavalcante, quando, na verdade, se chamava Leonardo Machado, 16 anos de idade.


O documento falsificado seria utilizado para forjar a maioridade e conseguir, por exemplo, se hospedar em hotéis da cidade. Leonardo Machado usava o nome feminino de Yara. Apuração preliminar aponta que a vítima era de Marabá.

Informações colhidas pela reportagem próximo à cena do crime supõem que a vítima possa ter ido ao local com algum cliente, havido uma discussão entre eles, por motivo ainda desconhecido, logo em seguida uma luta corporal, que culminaria com uma pedrada na cabeça da vítima. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE