20 de maio de 2015

Comunidade e Pastoral Social discutem projetos portuários no Maicá




Hoje a noite, na Igreja Católica do Bairro Livramento, a Pastoral Social, CONSEG da Grande Área do Maicá e lideranças comunitárias se reuniram para tratar sobre projetos de implantação de Portos na Grande Área do Maicá.

A reunião gerou grandes debates e buscou concientizar as comunidades sobre o "desenvolvimento" propagado pelos defensores das empresas portuárias.


Lideranças de vários bairros se fizeram presentes e demonstraram preocupação com o destino que o Governo Municipal que destinar ao Lago do Maicá o transformando em verdadeira área privada para atender interesse de empresas privadas.

Escolhido para apresentar o tema o advogado do CONSEG, Dr. Hiroito Tabajara, destacou a importância do evento para preparar as pessoas e qualifica-las para enfrentarem os debates durante as Audiências Públicas que irão acontecer para tratar do tema.

O Presidente da Associação de Moradores do Bairro Pérola do Maicá, Ronaldo Costa, falou sobre as armadilhas que estão sendo colocadas para tentar passar a imagem de que tudo será "mil maravilhas" com a implantação dos portos, "porém os defensores desses projetos são incapazes de dizerem como isso irá melhorar, nossas ruas, nossos bairros ou nossa cidade, só falam em desenvolvimento, e esse desenvolvimento parece que é só para alguns escolhidos" finalizou o líder comunitário.

Um dos exemplos citados pelos presentes é o Porto da Carol, que foi criado no governo em que o atual prefeito fazia parte e que pregava que traria grande "desenvolvimento" para Santarém, porém esse desenvolvimento não veio e a Praia de Vera Paz deixou de existir.

Outra preocupação é por onde irão tráfegar as milhares de carretas que irão trazer a soja para abastecer os navios, uma vez que a Prefeitura não dá conta de manter as ruas com as mínimas condições nos dias atuais.
 
Fonte : Elias Junior Noticias / Texto e Informações Hiroito Tabajara

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE