26 de junho de 2015

Preso homem que matou colega de cachaça com golpe de facão em Parauapebas


 


Encontra-se preso na carceragem do Bairro Rio Verde, em Parauapebas, à disposição da Justiça, o indivíduo Valdelídio de Araújo Silva, 40 anos, acusado de assassinar Máximo Gleides dos Santos Lopes, 40, com golpe de facão, durante uma bebedeira, no Bairro União. O crime aconteceu numa área à margem direita do Rio Parauapebas, na noite do último sábado (20).


Detido, Valdelídio Silva, a priori, negou a acusação, mas acabou assumindo o crime, alegando legítima defesa, segundo ele, porque Máximo Lopes o queria matar. “A gente sempre bebia juntos”, revelou.


Ouvido pela reportagem, o acusado disse que, depois de algumas horas de bebedeira, convidou a vítima para dormir, mas esta dissera que se Valdelídio fosse dormir ia matá-lo ou sumir com a moto dele. "Mas não liguei e fui dormir, e ele desceu para a beira do rio para fumar droga. Ao retornar, tentou me cortar com facão", relata.


Na luta para escapar dos golpes de facão, Valdelídio Silva conta que conseguiu derrubar Máximo Lopes, tomar a arma e desferir um golpe no pescoço da vítima, quase decepando, e arrastando o corpo para a beira do rio.

"Quando a polícia chegou, eu ainda tentei enrolar, mas o delegado viu minha camisa manchada de sangue. Depois eu falei a verdade", diz Valdelídio Silva, afirmando estar arrependido de ter matado o colega de bar. 
 
Fonte :  (Vela Preta/Waldyr Silva)

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE