10 de setembro de 2015

Unidades do MPF no Pará passam por correição na semana que vem


As unidades do Ministério Público Federal (MPF) no Pará receberão, entre os dias 14 e 17, inspeção da comissão de correição ordinária da Corregedoria do MPF. O objetivo é verificar a regularidade dos serviços, a eficiência e o cumprimento das obrigações legais pelos membros do MPF. Também serão levantadas as necessidades das unidades para a melhoria da atuação do órgão.

Durante o procedimento haverá atendimento ao público, abrindo um canal de diálogo com a população e outras instituições para o recebimento de denúncias, reclamações e representações quanto à atuação dos procuradores da República e aos serviços prestados pelas unidades do MPF no Estado.

A comissão de correição ordinária é formada pelos procuradores regionais da República Gustavo Pessanha Velloso, Elton Ghersel e Vinícius Fernando Alves Fermino e pelos procuradores da República Alexandre Assunção e Silva e Marcelo Ribeiro de Oliveira.

Confira as datas e horários de atendimento ao público em cada uma das unidades do MPF:

Altamira:
Data: 15/09
Horário: 10 às 19 horas
Endereço: Av. Tancredo Neves, 3256, Jardim Independente II

Belém:
Data: 15/09
Horário: 9 às 17 horas
Endereço: Trav. Dom Romualdo de Seixas, 1476, Umarizal

Marabá:
Data: 17/09
Horário: 10 às 18 horas
Endereço: Av. Espírito Santo, 298-B, bairro Amapá

Paragominas:
Data: 15/09
Horário: 15 às 18 horas
Endereço: Rua Nagib Demaschik, s/n, Parque das Américas

Redenção:
Data: 15/09
Horário: 10 às 19 horas
Endereço: Rua Pedro Coelho de Camargo, 280, Park dos Buritis I

Santarém:
Datas: 16/09 e 17/09
Horários: dia 16: 14 às 18 horas. Dia 17: 10 às 19 horas
Endereço: Av. Cuiabá, 974, bairro Salé

Tucuruí:
Data: 16/09
Horário: 15 às 19 horas
Endereço: Av. Lauro Sodré, 726, centro


Saiba mais - A Corregedoria é o órgão que fiscaliza as atividades funcionais e a conduta dos membros do MPF. O corregedor-geral é nomeado pelo procurador-geral da República entre os subprocuradores-gerais integrantes de lista tríplice elaborada pelo Conselho Superior do MPF.

Cabe ao corregedor-geral, entre outras atribuições, instaurar inquérito contra membros do MPF e propor ao Conselho Superior do MPF (CSMPF) a instauração do processo administrativo, acompanhar o estágio probatório dos membros do MPF e propor ao CSMPF a exoneração daqueles que não cumprirem as condições necessárias.


Ministério Público Federal no Pará
Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE