6 de outubro de 2015

Exclusivo ! Criança de um ano de dois meses encontrada morta em praia em frente Alter do Chão

 Lancha chegando do local com o corpo da criança 


Um caso triste envolvendo uma criança de nome Querlisson Mota Alves um ano e dois meses de vida aconteceu na comunidade de Curipata, localizada em frente a vila balneária de alter do Chão. nossa equipe de reportagem se deslocou com exclusividade para a Vila de Alter do Chão  para averiguar a situação.


 Nossa equipe de reportagem entrevistando a família da criança 

Na UIPP nossa equipe foi recebida pelo CB Elson, onde  conversamos com uma jovem que vamos preservar a sua identidade, ela foi até a delegacia onde foi atendida pelos Policiais Militares para denunciar a situação, que segundo ela  o fato seria muito estranho e que os pais da criança já iriam enterrar a vitima sem mesmo comunicar o fato a policia. 

A denunciante nos informou que os pais da criança de nomes Cristóvão e Ana Maria foram dormir para a praia junto com a criança colocaram a mesma em uma rede e na madrugada pelas 04 da manhã quando foram olhar a criança a mesma não estava na rede, sendo encontrada só no amanhecer do dia pelo avô da mesma. 
 Pericia no local na comunidade 

A Policia Militar juntamente com uma equipe do IML e da Policia Civil juntamente com o Sargento Leal comandante da Guarnição de Alter do Chão foram até a comunidade onde trouxeram a criança  e todos os envolvidos neste triste episodio. 

Na chegada da lancha da policia em Alter do Chão conversamos com os pais da criança que lamentaram a perca do mesmo segundo o pai ele estava dormindo e ao acordar não achou mais o filho, a mãe do inocente falou a mesma versão para nossa equipe, o Avô nos falou que pela manhã foi informado pelo casal sobre a criança ele começou a procurar na praia e a aproximadamente 30 a 40 metros ele encontrou a criança já cheia de formigas pelo corpo e já quase todo encoberto por terras.

As pessoas envolvidas no caso foram conduzidas para a delegacia, o caso vai ser investigado pela delegada Andressa , uma das linhas de investigação que não foi descartada pela policia seria também um homicídio, o corpo da criança será periciado e só depois do laudo a policia irá fazer os procedimentos cabíveis.  

Descobrimos também após conversas com as partes que a criança teria caído da rede e saiu engatinhando pela praia, e entrou debaixo de um balceiro (Amontoado de mato e galhos) onde a mesma teria se engatado onde tinha um reino de formigas oque teria provocado sua morte, o corpo da criança estava cheio de ferradas de formigas. 

Fonte : Elias Junior Noticias 

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE