9 de dezembro de 2015

Dois mortos e um internado no final de semana em Parauapebas

 

O último final de semana registrou duas mortes violentas em Parauapebas e uma internação hospitalar motivada por golpes de facão. Uma das vítimas fatais, Elivando Caetano Mota, 41 anos, foi assassinada a facadas no Bairro Palmares Sul e a outra, Cosmo José de Sousa, perdeu a vida quando foi atropelada por um colega de trabalho na garagem da própria empresa, no Bairro Paraíso.


Homicídio
O crime contra a vida de Elivando Caetano aconteceu por volta das 5h30 de segunda-feira (30) na Rua Natal, Palmares Sul, às proximidades de um bar onde a vítima teria sido vista bebendo pouco antes de ser assassinada.


De acordo com o investigador Max, da Polícia Civil, as informações colhidas no local do crime dão conta que Elivando teria tido um desentendimento com um homem conhecido apenas como Baixinho.


Na hora da confusão, Baixinho teria puxado uma faca, mas outras pessoas entraram no meio da confusão e evitaram que este o golpeasse. Então, Baixinho aguardou Elivando sair do bar para esfaqueá-lo no abdômen, provocando a exposição das vísceras.


Populares disseram que ainda chegaram a chamar uma ambulância da prefeitura que fica na localidade para tentar socorrê-lo, mas o motorista do veículo teria se recusado a transportá-lo até o hospital, alegando que o veículo era só para socorrer doentes.
Testemunhas contaram à polícia que o acusado ainda foi visto de manhã pelo bairro, mas depois que se espalhou a notícia que a vítima tinha vindo a óbito ele sumiu do local.


Atropelamento
O acidente que levou o trabalhador Cosmo José à morte aconteceu por volta das 3 horas do último domingo (29), enquanto a vítima fazia sinalização para um dos veículos entrar de marcha a ré na garagem da empresa.


De acordo com o delegado Paulo Junqueira, informação colhida por ele dá conta que a vítima fazia a sinalização e falava ao mesmo tempo com a esposa pelo telefone celular, ocasionando a distração dele, que não viu a aproximação do veículo e acabou sendo prensado.


"Estamos levantando a situação, mas tudo leva a crer que ele de fato se distraiu ao falar no telefone e acabou sendo atingido pelo ônibus, vindo a óbito no local”, ressalta Paulo Junqueira.


Golpes de facão
Já o caso de golpes de facão deixou como vítima Adjan dos Santos Melo, na última sexta-feira (27), no Bairro Caetanópolis. Até a conclusão desta matéria, Adjan dos Santos continuava internado no Hospital Municipal de Parauapebas.


Identificado por José Aribatan dos Santos Lima, de 36 anos, o suspeito de ter cometido o crime alega que agrediu a vítima porque esta teria "tomado gosto" com a mulher dele.


Segundo ainda José Aribatan, um dia antes do crime Adjan passou em frente da residência dele e ficou mexendo com sua mulher, que vende caldo na porta de casa. Disse que chegou a chamar um parceiro de Adjan, que andava sempre com ele, para pedir que eles parassem de mexer com a mulher dele.


No dia seguinte, continua José Aribatan, Adjan estava bebendo em um bar em frente à sua casa. Certa hora ele foi até a casa de um primo e, ao voltar, já deu de cara com a vítima, que teria partido para cima dele e o agredido com pedaço de pau. "Corri para casa, peguei um facão e parti para cima dele, que já estava com uma faca. Dei um golpe na mão dele, para que soltasse a faca", relata.

Segundo o delegado Nelson Alves Júnior, José Aribatan causou ferimentos no pulso esquerdo, cabeça, pescoço e perna da vítima. “São lesões de natureza grave, o que não cabe fiança. Por isso, ele vai ficar preso à disposição da justiça", explica o delegado.

Fonte : Blog do  Vela Preta (Waldyr Silva)

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE