6 de abril de 2016

Após velório no AM, modelo morto em assalto será enterrado no PA



Familiares e amigos do modelo foram ao velório na casa da vítima (Foto: Suelen Gonçalves/G1 AM)

O corpo do modelo Rosivaldo Miranda Diniz, de 23 anos, morto durante assalto em uma loja de produtos para ciclistas no Centro de Manaus, será enterrado em Santarém, no Pará. O velório ocorreu nesta quarta-feira (6), na Zona Centro-Sul da capital amazonense. 
saiba mais

A comoção tomou conta de familiares e amigos do modelo, conhecido como Júnior Diniz, que foram ao velório realizado na casa da família da vítima, no Bairro da União.

Segundo o irmão de criação da vítima, Altair Diniz, de 32 anos, o corpo do modelo será enterrado em um cemitério da cidade paraense. Ele deve acompanhar o transporte. "[Ele] vai ser enterrado junto com o pai, que morreu há alguns anos em Santarém", disse o familiar.

A mãe namorada e outros familiares que estão em Manaus devem acompanhar o enterro.

Em entrevista ao G1, mãe da vítima lamentou a morte. "Ter prendido o suspeito não muda, porque não vai mais trazer a vida do meu filho de volta. Nem o sonho dele de volta. Simplesmente acabou. Não vai trazer meu filho de volta, mas isto não pode ficar impune. Quero justiça", disse.
Diniz foi eleito, em 2015, o Mister Amazonas Tur
(Foto: Divulgação/MisterAmazonasTur)

Além de modelo, Júnior Diniz também era universitário e foi eleito Mister Amazonas Tur em 2015. Ele também era adepto ao fisiculturismo.

Crime
O modelo foi baleado durante assalto em uma loja no Centro de Manaus, na manhã de terça-feira (5). Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no Pronto-Socorro 28 de Agosto, na Zona Centro-Sul.

De acordo com testemunhas, o estudante foi até a loja para comprar produtos para sua motocicleta. Ele estava do lado de fora do estabelecimento instalando os produtos com a ajuda de um vendedor, quando o crime ocorreu. Testemunhas disseram que o suspeito entrou na loja armado e anunciou o assalto. Ele pegou do caixa o valor de, aproximadamente, R$ 500.
Assalto ocorreu em loja na Rua Comendador
Clementino (Foto: Jamile Alves/G1 AM)

"Ele [assaltante] passou aqui e perguntou as horas. Eu disse: 'não sei'. E aí ele desceu a rua. Depois de um tempo, ele voltou para assaltar. Ele entrou na loja, pegou dinheiro do caixa e foi pegar a chave da moto do cliente. Na hora que ele subiu na moto, o cliente reagiu. A moto caiu por cima dele [cliente] e o assaltante fez os disparos", relatou um vendedor que não quis ser identificado.

O suspeito tentou fugir do local após atirar, mas foi impedido por populares. Ele chegou a ser agredido antes da chegada da polícia. Um segundo envolvido no crime estaria foragido.

Fonte :  G1 Amazonas 

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE