21 de maio de 2016

Delegado: “Polícia não se intimida com ameaças de traficantes”

 
Delegado Nelson Silva, diretor da Seccional de Polícia de Santarém

“Quando existe ameaça por parte de algum setor do crime, seja tráfico, homicídio ou outros delitos, então, é que reforçamos para que as ameaças realmente não ocorram”. Assim declarou o diretor da 16ª Seccional de Polícia Civil de Santarém, delegado Nelson Silva. “Não vamos deixar que Santarém se transforme no paraíso do crime, como acontece entre tantas cidades, como Marabá e Ananindeua”, falou o Delegado.

Ele ressaltou o apoio do delegado Geral, Dr. Rilmar Firmino, “que constantemente está nos apoiando no combate ao tráfico, conhece nossa região e foi Superintendente aqui, está presente tanto pessoalmente quanto através de contatos. Um Delegado Geral que se importa muito com nossa região e nas ações que empreendemos contra criminalidade”, falou o DPC Nelson Silva.

Que o tráfico atingiu níveis alarmantes na região, isso é fato. A quantidade de pessoas viciadas faz com que aumente consideravelmente o número de pessoas que vivem do crime e do comércio de drogas. Porém, de acordo com o delegado Nelson Silva, não existe motivos para alarme, pois o caso encontra-se sob total controle das autoridades policiais, tanto Civil, da qual ele faz parte quanto Militar, que dá total suporte nas operações de combate ao tráfico na cidade e região.

“Nós reconhecemos o tráfico de drogas como crime organizado, pois envolve dinheiro, chefia, mas em número muito pequeno se você for comparar com grandes centros. Claro, sabemos que traficantes do estado do Amazonas por várias vezes tentaram se instalar em nossa região. Porém, o combate é ferrenho e sem tréguas contra os comerciantes de drogas, mas as investigações travadas por nossos policiais, não só em Santarém, e não apenas a Polícia Civil, mas todas as forças, dentro do Estado, fazem com que grandes apreensões tenham sido feitas, muito importante para combater e não deixar se perpetuar, como já acontece no Amazonas, com a Família do Norte e vários outros grupos criminosos”, disse Nelson Silva.

DELEGADOS DO INTERIOR SUBSTITUEM POLICIAIS CANDIDATOS: Por conta em terem seus nomes lançados a cargos eletivos nessas eleições de 2016, a Polícia Civil teve o afastamento temporário, por conta da Lei Eleitoral, dos delegados Herberth Farias, Márcia Rabelo, Thiago Rabelo, Jardel Guimarães e do delegado Luiz Paixão, que ainda não decidiu sobre sua verdadeira candidatura e permanece na Unidade policial do bairro Nova República, o delegado Nelson Silva expôs sua opinião: “Nós realmente perdemos temporariamente quatro delegados, houve essa baixa e nós pretendemos agora receber delegados do interior”, disse o titular da Seccional de Polícia Civil, assumindo que com o afastamento dos policiais, ”os trabalhos na Seccional ficaram um pouco apertados. Claro que todos os colegas nossos estão com procedimentos além do que é necessário, sobrecarregou. O superintendente Gilberto Aguiar está trabalhando nesse sentido para que alguns colegas nossos possam se deslocar para Santarém, para dar reforço”, citou o diretor da Seccional. O delegado de Mojuí dos Campos, Eduardo Nascimento e do município de Belterra, Lucivelton Gomes, são peças fundamentais no trabalho policial, com afastamento dos delegados candidatos. “Eles constantemente vêm nos apoiar aqui na Seccional. É claro que pretendemos ter mais dois delegados do interior para nos ajudar, mas essa decisão cabe ao superintendente, delegado Gilberto Aguiar”, afirmou o diretor da Seccional de Polícia Civil santarena, Dr. Nelson Silva.

Por: Carlos Cruz

Fonte: RG 15/O Impacto

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE