14 de janeiro de 2017

Em Parauapebas Suspeito reage, atira na polícia e é morto



Após fazer vários disparos de arma de fogo contra Wederson da Silva, de 22 anos, e ser surpreendido por uma guarnição da Polícia Militar, Welisson Caio Santos reagiu à detenção, disparou contra os policiais e foi atingido mortalmente no local.

A ação aconteceu no início da madrugada desta quarta-feira (11), no cruzamento das ruas Joao Batista e Marabá, no Bairro da Paz, em Parauapebas.

Wederson da Silva, que se encontra internado no Hospital Municipal de Parauapebas, foi atingido por cinco disparos, mas nenhum deles atingiu regiões vitais do corpo.

A guarnição da PM que fazia diligências no setor era composta pelo sargento Marcos e o cabo Hélio. Ambos ouviram os tiros e avistaram um homem encapuzado e efetuando os disparos contra outra pessoa. Ao perceber a polícia, segundo a guarnição, Welisson, que estava com a arma em punho, mirou contra a guarnição e iniciou novos disparos. Cabo Hélio revidou, efetuando três disparos em direção ao acusado, que foi alvejado e caiu no chão.

Os policiais afirmam que ainda acionaram a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas quando o resgate chegou foi constatado que Welisson tinha morrido.

Populares informaram aos militares que a três quarteirões dali tinha um homem caído ao chão, ferido a bala, que era Wederson da Silva. O Corpo de Bombeiros foi acionado e fez o resgate, encaminhando a vítima para o Hospital Municipal.

O delegado José Euclides Aquino, que investiga o caso, informou que as informações levantadas dão conta que Welisson foi ao local para matar Wederson. "Ele efetuou vários disparos, mas os tiros não acertaram regiões vitais do desafeto dele, que sobreviveu. Tudo leva a crer que foi acerto de contas entre eles”, avalia. 

Fonte Blog do Vela Preta (Vela Preta/Waldyr Silva)

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE