18 de janeiro de 2017

Um Giro pela Câmara de Santarém


Inadimplência impede o município de firmar convênios

A situação foi apontada pelo vereador Alysson Pontes (PSD), em pronunciamento na tribuna da Casa na sessão desta terça-feira, 17/01.

Segundo o parlamentar, o problema compromete o andamento da nova administração municipal, do médico Nélio Aguiar (DEM). “Hoje o município não consegue receber convênios devido estar devendo INSS e débitos de outras naturezas, tendo em vista uma gestão [de Alexandre Von (PSDB)] displicente”.

O vereador destacou ainda que é preciso vencer essa barreira das dívidas para se conseguir implantar um governo eficiente. “Esse será um desafio a ser ultrapassado com uma gestão pública de qualidade; austera, para que nós possamos por meio de políticas públicas eficientes, contabilidade justa, uma política tributária que possa desenvolver o município, podendo sanar esses débitos”.

Pontes apontou ainda que, além de quitar as dívidas, o caminho para o Executivo trabalhar neste momento de crise econômica que o país enfrenta seria firmar alianças com os governos estadual e federal, para que recursos ingressem no orçamento do município e se possa fazer políticas públicas de qualidade.


Emir Aguiar sai em defesa da gestão Von

Vereador, decano da Casa, que está no quinto mandato consecutivo defendeu a gestão anterior, citando a crise pela qual o Brasil passa como causa dos débitos deixados.

Aguiar destacou que a gestão municipal que antecedeu Nélio Aguiar (DEM), do economista Alexandre Von (PSDB), teve responsabilidade com as questões do município. “Ele foi um prefeito bastante responsável com a coisa pública no sentido de que hoje várias prefeituras deixaram para os seus sucessores grandes folhas de pagamento em atraso. Graças a Deus, Santarém não chegou a esse ponto”.

O vereador reconheceu que ficaram débitos para a atual gestão, como enfatizou o prefeito Nélio Aguiar no discurso na sessão de abertura dos trabalhos legislativos na última segunda-feira (16/01), mas deu a crise como justificativa à situação. “Ficou muito resto a pagar, mas fruto da diminuição de repasses devido à crise econômica do país”, completa.

Quinto mandato – Na condição de parlamentar com o maior número de mandatos em atuação, Aguiar ressaltou que “os desafios são bem maiores porque vem acumulando experiências como também responsabilidades, principalmente com os mais necessitados do município”. O parlamentar disse que vai dar prioridade aos distritos em suas ações, também como fazer um trabalho focado para a periferia.

Henderson Pinto defende uma Câmara atuante

O democrata garantiu que o novo executivo pretende trabalhar em parceria com a Casa, ouvindo a população.

O vereador Henderson Pinto (DEM) ressaltou que na atual situação política e econômica do país “é necessário que os novos gestores se reinventem e se recriem para sair deste momento difícil”. O parlamentar, que foi reeleito para o quarto mandato consecutivo enalteceu a vontade de trabalhar dos novos parlamentares. “Saio da tribuna muito satisfeito pelo nível dos novos vereadores, que estão interessados em legislar; fiscalizar. Desejo sorte e sucesso a todos os colegas”, enfatiza.

Prefeitura - Segundo o democrata, a crise econômica não é o único problema enfrentado pela nova gestão municipal. “O prefeito Nélio recebe a prefeitura com grande desafio, além da crise enfrentada, há também um débito de quase cem milhões de reais. Parte desse débito com mais de trinta milhões em caixa, mas quase sessenta milhões com recursos que ainda não adentraram. São dados que ainda não foram fechados e podem aumentar”, cita.

O vereador apontou o que seria a maneira de a administração agir diante das dificuldades. “Fazer uma parceria, mostrando transparência, austeridade e, sobretudo, vontade de trabalhar, usando o recurso que se tem em benefício da população com obras e serviços”. Pinto observou ainda que o prefeito Nélio Aguiar tem se aproximado da população. “Foi feita uma garantia [pela gestão] que o plano a ser efetivado em Santarém irá contar com a participação popular”, sustenta.

“Sabemos dos desafios, mas não podemos esperar que essa crise seja justificativa para que a gente não avance”, finalizou o parlamentar.


Atenção à saúde e à segurança pública

O apelo foi feito pelo vereador Reginaldo Campos (PSC). O Parlamentar elencou problemas e apresentou vias para melhorar essas políticas públicas em Santarém.

Em pronunciamento na tribuna da Câmara na sessão desta terça-feira, 17/01, Campos apontou o que seriam os problemas enfrentados pela população santarena voltados, principalmente, às áreas da saúde e da segurança pública. De acordo com o vereador, as duas políticas públicas são prioritárias. “Levantei esses assuntos, não somente da segurança como também da saúde, porque são duas importantes prioridades para o executivo atuar neste momento”.

O ex-presidente do legislativo destacou ainda que “a saúde precisa ter uma atenção muito especial pelo gestor, uma vez que o povo de Santarém está sofrendo por conta da falta de apoio [de outras esferas de governo], de uma melhor estrutura”. Ele apontou também como problemas a grande demanda do Hospital Municipal e a falta de remédios em postos de saúde.

Na área da segurança, Reginaldo Campos enumerou dois pontos que podem contribuir com a diminuição dos índices de violência no município: a implantação do 35º Batalhão de Polícia Militar em Santarém e concurso para a Polícia Civil. “Para que mais profissionais dêem suporte ao serviço e à população se sinta mais segura”, sugere. 

Saúde é prioridade para André do Raio-X

Vereador afirmou que já encontrou diversos problemas nas unidades de saúde do município.

Profissional da área da saúde, o vereador do PSDC, André do Raio-X, posicionou-se na tribuna da Casa direcionando o discurso para o tema. “É a área que me identifico, e durante a minha campanha falei sobre os problemas, das atribuições que nós [vereadores] podemos muitas das vezes tentar resolver sem muita burocracia. Meus trabalhos serão voltados para a saúde. Eu tenho certeza que posso contribuir muito, principalmente com projetos de leis”, enfatiza.

O vereador destacou que pretende contribuir com a população no sentido de facilitar o acesso à política de saúde do município. “A intenção e o clamor é que a população tenha esse acesso mais fácil a exames, consultas, cirurgias, para que as pessoas não passem noites em filas, nessa situação difícil”.

André do Raio-X disse ainda que já fez algumas visitas às unidades de saúde do município e que identificou vários problemas. “Estamos fazendo um levantamento deles [problemas] para trazê-los à Câmara e à população, para que possamos resolvê-los junto com o governo municipal”, indica.

Preços abusivos nas contas de água e luz são destaque

Ronan Liberal Jr. lamentou o fato de que muitas famílias estariam recebendo talões com valores exorbitantes.

De acordo com o peemedebista a questão chegou a outros gabinetes, em que famílias de baixa renda estariam reclamando das contas que têm chegado às suas residências. “Uma demanda que foi distribuída a outros vereadores, com relação aos preços abusivos cobrados pela Celpa e pela Cosanpa”, informa.

O vereador enfatizou que o direito de tarifas menores a serem cobradas das famílias de baixa renda não estaria sendo respeitado. “Os preços que estão sendo cobrados são injustos. Isso precisa ser avaliado”. Ele observou também que foi realizada uma reunião no ano passado para tratar do tema. “Vamos ter que marcar novamente uma reunião para estar cobrando das autoridades e das concessionárias para que essas famílias não sejam lesadas”, conclui.

Vereador destaca problemas no Residencial Salvação

As denúncias vão desde cobranças abusivas pela Companhia de Saneamento do Pará (COSANPA) à falta de estrutura e segurança para os moradores. 

O vereador Rogélio Cebuliski (PSB) levou à tribuna da Câmara na sessão desta terça-feira, 17/01, demandas de moradores do Residencial Salvação. O primeiro ponto seriam cobranças abusivas por parte da concessionária de abastecimento de água. “A gente recebeu uma comissão do residencial Salvação com várias reclamações, principalmente contra a Cosanpa, em que talões de água estariam chegando a um valor de mil e tantos reais. Esperamos que a companhia possa intervir e resolver esse problema”.

Outra situação que chegou ao parlamentar seria um comércio ilegal de material para pipas, que tem posto a vida dos moradores em risco. “Nos finais de semana, principalmente nos domingos à tarde, pessoas vão vender linha chinesa e com cerol para os papagaios usados pelos jovens naquele residencial, o que é proibido por lei. Pedimos que a polícia tome providências para evitar uma tragédia com vítimas”, apela.

Segundo o parlamentar, as denúncias apontam também que pessoas estariam vendendo e alugando casas do residencial. Além disso, Cebuliski observou que os moradores reclamam das condições de moradia do lugar, “principalmente na área da saúde e da educação”. Ele pediu atenção do poder público municipal para essas situações, e providências dos órgãos de segurança, para que diminua a violência, e o residencial seja um local de moradia digna.


Delegado Jardel defende Guarda Municipal armada

O parlamentar ressaltou que Santarém, assim como todo o país, tem sofrido com o aumento no índice de violência.

O vereador Delegado Jardel Guimarães (PODEMOS) usou a tribuna da Câmara nesta primeira sessão ordinária de 2017 para tratar do assunto que faz parte de sua carreira profissional: a segurança pública. De acordo com ele, o município precisa de mais atenção nessa área. “O aumento do crime é um fenômeno nacional, e Santarém não está imune. Isso em decorrência principalmente do tráfico de drogas. Nós temos certeza que o Poder executivo irá olhar com carinho para a segurança pública”, observa.

Aprovado em 2016, o projeto de Lei que cria a Guarda Municipal ainda não saiu do papel, e o parlamentar aproveitou o seu primeiro discurso na Casa para pedir do executivo a implantação do serviço. “É necessário que o poder público municipal instale a guarda municipal armada. É necessário que seja armada, treinada e preparada. Porque guarda municipal desarmada é uma guarda decorativa que não contribui com a segurança do município”.

Segundo Jardel, a Guarda Municipal proporcionará a sensação de segurança à população porque trabalhará em conjunto com a Polícia Militar em ações ostensivas e preventivas.


Chiquinho da Umes reforça o pedido pela Guarda Municipal armada

O vereador abordou o tema segurança pública engrossando o discurso acerca do serviço, que deverá reforçar a segurança em Santarém.

“Não poderia deixar de fortalecer o debate nesta Casa”. Assim iniciou o discurso no retorno às atividades parlamentes, o vereador Chiquinho da Umes (PSDB), ao se referir ao tema da segurança pública focado na implantação da Guarda Municipal armada em Santarém. “Não adianta colocar uma guarda desarmada porque vai ser só um cabide de emprego, um espaço para que funcionários ganhem seus salários.”, alerta.

O vereador destacou que os índices crescentes de violência exigem um reforço na segurança de qualidade, e, portanto, a guarda municipal deverá ter armamento. “Precisamos de uma guarda que contribua com a segurança do povo de Santarém”.

Chiquinho destacou ainda que desenvolvimento e violência estão intimamente ligados. “Para isso, a gente precisa preparar as forças de segurança pública no município”, completa.

Vereador aposta na geração de emprego e renda

Durante o pronunciamento, Silvio Neto (PTB), ressaltou ainda a importância de retomar obras que estão paradas.

Os desafios que serão enfrentados pelos legisladores da Câmara Municipal de Santarém foram o foco do pronunciamento do parlamentar, que iniciou o discurso desejando boas vindas aos antigos e novos vereadores e boa sorte à nova mesa diretora da Casa.

O parlamentar reeleito pelo PTB destacou ainda a importância de investir no turismo regional e na geração de emprego e renda para o município, e a necessidade de retomar obras. “São inúmeros os desafios. A questão que o país passa, a crise que se estende. Nós precisamos fomentar nossa economia; trazer essas obras que estão paralisadas pelo Governo do Estado, como o ginásio, conclusão do estádio, o nosso porto, que hoje é improvisado. Todos desafios para a nossa 18ª legislatura”.

O parlamentar defendeu uma gestão apartidária, que tenha como principal objetivo beneficiar a população. “O que nós temos que saber dividir são as questões partidárias das questões de cada pessoa com seus interesses, para ajudarmos a população de Santarém. A gente não tem que agradar A, nem B, e sim a população que nos elegeu, que acredita, especialmente aquelas pessoas que mais precisam”, finaliza.

Investimento seria a saída para a crise

Empresário, Alaércio Drogamil (PRP) defendeu na tribuna que empresas sejam atraídas para Santarém.

O vereador, primeiramente, agradeceu à população que o confiou a oportunidade de representá-la na Câmara Municipal. O parlamentar afirmou que irá seguir a linha de trabalho pela geração de emprego e renda no município. “Venho da classe empresarial. Milito dentro da Associação Comercial e Empresarial de Santarém (ACES), SINDILOJAS, CDL. Instituições que geram emprego”, salienta.

De acordo com o parlamentar a crise econômica só será enfrentada com muita coragem e ousadia, criando um ambiente favorável para a instalação de novas empresas. “Nós precisamos neste momento trazer para Santarém este tipo de investimento, de atrativo, porque se formos depender apenas de o governo reagir, é muito difícil. Vivemos uma crise tanto política quanto financeira, e precisamos agir”.

Presidente da Casa aposta na união dos parlamentares

Para vencer a crise econômica, Antonio Rocha (PMDB) apóia o discurso da soma de forças.

Presidente da Casa na 18ª Legislatura, durante o pronunciamento, o parlamentar não fugiu a um dos assuntos mais comentados tanto pelos demais vereadores, quanto pela população: a crise econômica. “Santarém é uma cidade que cresceu, que tem pessoas de todos os lugares. A gente não tem que olhar a crise. Temos de trabalhar mais um pouco para que a gente possa sobreviver nesse momento que o país passa”, afirma.

“Às vezes quando tem uma liderança numa Casa, que faz parte no caso da presidência, no comando dos trabalhos, é importante conversar com cada um. Porque nós sabemos que para fazermos uma Câmara bacana, trabalhar pelo povo, que nós fomos eleitos para isso, precisamos manter a união aqui nesta Casa. Alguém tem que ceder um pouquinho, para poder as coisas darem certo. Então nós vamos trabalhar em cima disso para que a população se orgulhe de ter esses vereadores aqui na Câmara Municipal de Santarém”, finalizou o peemedebista.

Jandeilson defende que o vereador é a voz do povo

“O vereador tem um dever de fiscalizar, de apresentar requerimentos”, destacou o parlamentar, que foi o mais votado na eleição de 2016 em Santarém.

O vereador Jandeilson Pereira (PSDB) usou a tribuna durante o seu primeiro pronunciamento na Câmara para destacar o que seriam as atribuições de um vereador. “Eles [população] contam [as demandas] para a gente. Para isso temos que ir até o povo. Temos de visitar os bairros; o Hospital Municipal”. O parlamentar disse que durante a campanha eleitoral ouviu bastante a reclamação de que “a população só vê o político em época de campanha”.

O peessedebista ressaltou que é preciso desmistificar a figura criada pelo eleitor. “Tirar da cabeça das pessoas que o vereador tem que dar alguma coisa para votar. Eu disse que seria um vereador que iria fiscalizar, apresentar requerimentos. As pessoas acreditaram nisso e votaram em mim”, avalia.

O parlamentar disse que sempre foi um eleitor exigente, e espera que os projetos apresentados por ele não se percam em quatro anos. “Pretendo partir depois do dia 20 de janeiro/2017, fazer um calendário de reuniões em várias comunidades e bairros para fazer projetos que sejam aceitos nesta Casa”, informa.

Vereadora destaca a responsabilidade em ser a única mulher na Câmara

Professora Maria José Maia (DEM) ressaltou que a sua principal bandeira de luta é a educação, mas não deixará de apresentar projetos que desenvolvam a política de gênero.

Segundo a parlamentar a sua trajetória sempre foi voltada para a sociedade como um todo, e o seu mandato será pautado nisso, embora seja a única representante do gênero feminino na Casa, diferente da 17ª legislatura que contava com três mulheres no parlamento santareno. “Eu vejo com muita perspectiva a minha participação aqui. Tenho uma responsabilidade muito grande por representar o gênero feminino”, ressalta.

“Em verdade sempre me preocupei com a política do ser humano no geral: do homem, da mulher, da criança, do jovem, do cidadão. É lógico que não vou poder fugir da política de gênero porque nós sabemos que há várias proposições às mulheres, porém a cada ano e legislatura vão surgindo novas demandas”, destacou a vereadora.

Professora, que já teve diversas atuações na política pública de educação no município, Maria José enfatizou que já tem projetos em pauta para apresentar. “No ano passado o Salão do Livro não teve o ‘Credlivro’. Pretendo transformá-lo em lei. Também tem a questão da hora atividade que às vezes sai do contracheque dos professores”, exemplifica.

A respeito da política de gênero, a vereadora citou que já tem uma proposta para as grávidas. “Pretendo apresentar um projeto de lei para termos o parto humanizado em Santarém. Tenho convicção que brevemente a gente vai apresentar esse trabalho. Ajudar aquelas mulheres que queriam ter uma pessoa de sua estima ao lado neste momento [parto]”.

Dayan enaltece a importância dos vereadores

Reeleito, o parlamentar destacou em seu primeiro pronunciamento na nova legislatura a responsabilidade repassada pela população aos vereadores em representá-la.

O vereador Dayan Serique (PPS), que nesta 18ª legislatura faz parte da mesa diretora na condição de 2º vice-presidente, destacou na tribuna na sessão ordinária desta terça-feira, 17/01, que a população, ao exercer a cidadania com o voto, deposita confiança em cada parlamentar. “Santarém espera muito deles [vereadores recém-eleitos] e de nós [reeleitos]. Que a gente não perca o foco da responsabilidade que a população nos deu”, enfatiza.

Serique aproveitou a oportunidade para pedir aos pares que compreendam o momento de crise em relação à nova gestão do município. “Precisamos apoiar o prefeito Nélio Aguiar neste momento de crise que o país passa”.

Perda para a educação – O vereador lembrou ainda da morte da professora Joana Bernardo, que morreu na última segunda-feira (16/01) em Porto Alegre-RS. A educadora foi diretora da Escola Álvaro Adolfo da Silveira por muitos anos. O parlamentar apresentou uma moção de pesar pela morte dela. “Ficou o seu legado e contribuição à educação de muitos santarenos”, ressalta.


Vereador pede apoio por um município fortalecido

Do mesmo partido do prefeito Nélio Aguiar, Tadeu Cunha (DEM) disse acreditar no parlamento para ajudar o executivo a enfrentar a crise e levar benefícios à população.


O democrata sustentou na tribuna que os vereadores têm um papel fundamental no diálogo da população com o Poder Executivo. “Muitos dizem que vereador é pára-choque. Não acredito nisso. Entendo que vereadores são portas que têm de se abrir para as demandas da sociedade”, salienta.

Cunha não fugiu ao discurso acerca da crise econômica que assola o país. Ele ressaltou que a Câmara precisa trabalhar em harmonia com a administração municipal. “Acho que agora é o momento de caminhar junto com o governo para que o prefeito possa desenvolver um trabalho que ele tanto quer. Tenho certeza que a vontade de agregar forças venha a contribuir muito nesse sentido”.

Valdir Matias Jr. cobra conclusão de obras do Pró-Transporte

Responsabilidade. Este foi o tema do primeiro discurso do vereador Valdir Matias Jr. (PV), no seu retorno à tribuna da Câmara Municipal de Santarém, durante a sessão desta terça-feira (17). Foi a primeira sessão ordinária da 18ª Legislatura.

O parlamentar iniciou seu pronunciamento parabenizando e desejando sucesso aos seus pares nos trabalhos legislativos e falou sobre o seu papel neste início do seu quarto mandato. Valdir Matias Jr. disse que o dever do vereador é legislar com responsabilidade, acompanhando o trabalho do Poder Executivo, fiscalizando as ações da Prefeitura. “Temos que ter responsabilidade na fiscalização dos trabalhos do governo em prol dos interesses da sociedade santarena que clama por melhores condições de vida”, disse o vereador.

Na ocasião, o líder do PV lembrou as obras do Pró-Transporte, programa que contempla o asfaltamento e saneamento de diversas vias públicas de Santarém, em bairros como o Jardim Santarém e a Interventoria, por exemplo. O parlamentar espera que as obras sejam retomadas e os serviços concluídos o mais breve possível. Pois parte da obra pode ser perdida no período chuvoso, evitando desperdícios dos recursos públicos.

O Pró-Transporte é um programa do governo federal que possibilita investimentos no setor de infraestrutura de ruas. No ano passado, a Prefeitura iniciou um dos projetos mais importantes de pavimentação e drenagem da cidade: a avenida Dr. Anysio Chaves, incluindo a Pista do Lazer, no bairro Aeroporto Velho. Dentre outras ruas contempladas.

Valdir Matias Jr. espera que a empresa ETEC Engenharia responsável pela obra dê continuidade com maior rapidez e conclua as obras.

Por Marcos Santos – ASCOM do vereador Valdir Matias Jr.


Região do Lago Grande tem representação na Casa

Vereador Didi Feleol (PDT) disse que já está ouvindo as demandas das comunidades que compõem a região do interior do município.

Durante o primeiro pronunciamento na Câmara de Santarém, iniciando a carreira política na Casa, Feleol agradeceu aos eleitores que confiaram em seu nome. “Agradeço a população que me confiou a oportunidade de representá-la nesta Casa”, enfatiza.

O parlamentar já definiu a forma de trabalho para o primeiro mandato, tanto na área urbana, quanto na área rural do município. “Nós estamos na área da educação, saúde, infraestrutura, não só daqui da cidade de Santarém, mas também do Lago Grande. A gente vai fazer um trabalho voltado para lá dentro das situações, que hoje colocam a região em uma condição muito precária”.

O vereador, que foi eleito principalmente com os votos da região do Lago Grande citou que já iniciou um trabalho de articulação das prioridades junto às comunidades. “Já reuni na Vila Curuai. Agora a gente vai reunir nas mini áreas, ouvindo as demandas dos comunitários e trazendo-as para esta Casa e para o Executivo, para que a gente trabalhe juntos e possamos executá-las”, ressalta.

Homenagem – Didi Feleol aproveitou esta primeira sessão ordinária da nova legislatura para homenagear a Rádio Comunitária do Lago Grande, que completou 18 anos no último dia 10 de janeiro/2017. O vereador apresentou uma moção de aplausos.


VEREADORES PRESENTES



Valdir Mathias Junior (PV), Reginaldo Campos (PSC), Rogélio Cebuliski (PSB), Silvio Neto (PTB), Jandeilson Pereira (PSDB), André do Raio-X (PSDC), Ronan Liberal Júnior (PMDB), Henderson Pinto (DEM), Maria José Maia (DEM), Alaércio Droga Mil (PRP), Jardel Guimarães (PODEMOS), Chiquinho da Umes (PSDB), Tadeu Cunha ( DEM), Emir Aguiar (PODEMOS), Antônio Rocha (PMDB), Dayan Serique (PPS), Alysson Pontes (PSD) e Didi Feleol (PDT).

TRABALHOS APROVADOS 


Moção de Pesar 001/2017, aos familiares da professora Joana Cunha Bernardo, pelo seu falecimento ocorrido na segunda-feira (16) em Porto Alegre (RS). A distinta mestra foi orientadora pedagógica e diretora do Colégio Álvaro Adolfo da Silveira.

Moção de Aplausos 002/2017, de autoria do vereador Dayan Serique (PPS), ao jornalista Antônio Costa, pelo lançamento do livro: BELO MONTE: VOZES QUE CLAMAM.

Moção de Louvor 003/2017, de autoria do vereador Dayan Serique (PPS), à Primeira Igreja Batista de Santarém, pela sua festiva comemoração de passagem dos seus 113 anos de existência servindo na evangelização.

Moção de Felicitações 004/2017, de autoria do vereador Ronan Liberal Júnior (PMDB), aos profissionais que são formados no curso superior de Farmácia, sendo responsáveis pela segurança da saúde humana, ajudando no desenvolvimento de medicamentos para combater doenças.

Moção de Aplauso 005/201, à ACES- Associação Comercial e Empresarial de Santarém, pela eleição e posse do seu novo quadro diretor.

Moção de Aplausos 006/2017, de autoria do vereador Didi Feleol (PDT), à Rádio FM-LAGO, pela passagem festiva dos seus 18 anos de profícua existência.

Moção de Congratulações 007/2017, de autoria do vereador Tadeu Cunha (DEM), ao 10º aniversário do Hospital Regional do Baixo Amazonas que tem prestado com excelência o papel para que foi criado e é referência para mais de 1,1 milhão de pessoas.

Requerimento 001/2017, de autoria do vereador Ronan Liberal Júnior (PMDB), solicitando do Senhor Secretário Municipal de Saúde a presente proposta de oferecer um atendimento diferenciado aos Portadores de Diabetes Mellitus, no tocante aos horários de exames que venham a ser feitos em jejum total.

Requerimento 002/2017, de autoria do vereador Alysson Pontes (PSD), solicitando do Excelentíssimo Senhor Prefeito Municipal de Santarém, Nélio Aguiar, a revitalização em caráter de urgência, no mercado Tupaiulândia, conhecido como “Mercadinho da Rodagem”.

Requerimento 003/2017, de autoria do vereador Chiquinho da Umes (PSDB), solicitando do Excelentíssimo Senhor Prefeito Municipal de Santarém, Nélio Aguiar, a implantação de uma EMEI (Escola Municipal de Ensino Infantil), no bairro Vigia.

Requerimento 004/2017, de autoria do vereador Tadeu Cunha (DEM), solicitando da SEMINFRA a manutenção e recuperação dos bueiros que interligam a rodovia STM – Curuá-Una Km 9 com Rua Nova, bairro Mararú.

Indicação 001/2017, de autoria do vereador Alysson Pontes (PSD), solicitando do Excelentíssimo Senhor Prefeito Municipal de Santarém, Nélio Aguiar, para que possibilite aos membros de igrejas adventistas, judeus e batistas do sétimo dia, matriculados na rede pública e particular de ensino o abono de faltas, horários distintos para a realização de provas no ensino regular EJA e concursos públicos em Santarém, no caso dessas atividades serem realizadas entre as 18 horas da sexta-feira e 18 horas do sábado, período considerado de guarda religiosa.

Indicação 002/2017, de autoria do vereador André Nobre Pastana (PSDC), solicitando a construção de uma Ponte de Concreto na Avenida Dom Frederico Costa, sobre o Igarapé do Urumari - Bairro Urumari.

Indicação 003/2017, de autoria do vereador André Nobre Pastana (PSDC), solicitando do Governo do Estado do Pará, através do PRODEPA, a expansão do Programa NAVEGAPARÁ aos lugares que ainda se encontram excluídos desses serviços públicos.


_______________________________________________________________________ 

_________________________________________________________________

Fonte :  ASCOM –  Câmara 

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE