19 de agosto de 2017

Desacato contra a PM em Alter do Chão




Na noite de sexta feira (18)  em uma mega Operação composta pelas forças de segurança publica de Santarém na Vila balnearia de alter do Chão, e ao tentarem fazer o cumprimento da lei policiais militares foram desrespeitados por um casal e principalmente por um professor que desacatou e desrespeitou a policia no local. 

Segundo as informações colhidas pelo Jornalismo Investigativo do Grupo Elias Junior Noticias,   foi realizada uma operação integrada planejada pelo Comando de Policiamento Regional 1 e 3* Batalhão na vila balneária de Alter do Chão com a participação da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Conselho Tutelar, Juizado da Infância, Procon, Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal de Trânsito e Detran. Que foram realizados revistas em coletivos e em veículos duas e quatro rodas na PA 457 via de acesso a localidade, resultando na apreensão de 07 motos e um veículo; Foi ainda realizada 48 abordagens a transeuntes em atitude suspeita e fiscalizado 07 bares e lanchonetes.

Durante a operação próximo a praça da matriz foram encontradas três crianças sozinhas no local ao lado de bebidas alcoólicas, em imediado ao procurar seus responsáveis a senhora identificada pelo nome de  Tabata Marcelo Vianna  apresentou- se como mãe da criança, a mesma segundo a policia estava  consumindo bebida alcoólica, é ao ser informada da situação de risco e vulnerabilidade a que estava colocando os menores a mesma passou a querer intimidar os componentes da operação informando que iria ligar para várias pessoas, em uma tentativa de querer intimidar os agentes públicos da lei. 


Em imediato  ela foi convidada a acompanhar os policiais até o Conselho Tutelar, quando na ocasião a mulher passou a resistir a determinação,  momento que chegou o cidadão de nome  Pedro Fonseca Leal, que se identificou como  marido da senhora em questão, segundo os policiais e pessoas que presenciaram o fato, o homem visivelmente alcoolizado e alterado que passou a gritar e posteriormente desacatar os integrantes da operação com palavras de baixo calão, sendo lhe dada voz prisão, vindo a resistir e cair no solo sofrendo escoriações, foram conduzidos para UIPP Alter do Chão para as providências cabíveis pela Polícia Civil e Conselho Tutelar conforme  BO número: 00168/2017. 006009-1.

Ou seja a policia está cumprindo oque manda a lei e infelizmente ainda tem pessoas que não querem respeitar o trabalho da policia fazendo escândalos para chamar a atenção da população que infelizmente ainda tem pessoas que apoiam tais atitudes vergonhosas, no caso o homem em questão segundo populares um professor da UFOPA que deveria ter o conhecimento da situação e não ficar causando e tentando tirar a moral da policia.


Fonte : Grupo Elias Junior Noticias 

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE