7 de setembro de 2017

POLÍCIA CIVIL E MILITAR DE RURÓPOLIS INCINERA MAIS DE 20KG DE SKANK


A Polícia Civil, sob o comando do delegado Doutor Ariosnaldo da Silva Vital Filho, realizou no final da tarde desta quarta-feira, (06), por volta das 17hs, juntamente com sua equipe policial e servidores da Secretaria de Saúde do Município, a incineração de 20,619 kg de “CANNABIS SATIVA”.


Ou seja, MACONHA, em um alto forno da Cerâmica Caiuá, localizada na Rodovia Transamazônica, s/nº, Bairro Aeroporto, por dispor de fornalha adequada a queima dos entorpecentes. As drogas foram apreendias durante as operações policiais realizadas de forma integrada junto a Polícia Militar da 17ª CIPM no mês de Julho de 2017, sob o comando do Major Márcio Abud, na cidade de Placas, quando o delegado, titular do município de Rurópolis, respondia pelo expediente policial daquela cidade.

Lembrando que atuação policial que gerou esse procedimento ocorreu no final de julho de 2017, quando Policiais civis e militares prenderam, durante operação conjunta, na cidade de Placas, sudoeste paraense, duas pessoas flagradas com 20,7 quilos de SKANK, uma espécie de maconha modificada em laboratório também conhecida como "Supermaconha".


A ação policial teve início após um sargento da Polícia Militar, que estava de folga, ser informado de que os dois suspeitos estariam transportando entorpecentes em um ônibus intermunicipal. A equipe policial se deslocou até a empresa dono do ônibus e no local localizaram os suspeitos.


Segundo o delegado Ariosnaldo Vital Filho, a droga foi encontrada em posse de Milson Rodrigues de Sousa Junior, 29 anos, e de Allason Bianchi dos Santos, 24 anos, nascidos em Santarém, no oeste do Pará. Ao serem abordados, ainda no local, os suspeitos confessaram o crime. Ao todo, foram apreendidos, com eles, 18 pacotes de Skank, que pesados, rendaram mais de 20 quilos. A droga foi encontrada dentro das malas dos suspeitos. O flagrante foi comunicado ao juiz de Uruará, município vizinho a Placas. Os presos ficaram à disposição da justiça.


Durante o transcurso do prazo do inquérito policial, todo o material apreendido foi submetido a apreciação do Centro de Perícias Científico Renato Chaves de Santarém para Exame Pericial de Constatação e confecção de laudo definitivo, e após autorização do poder Judiciário de Uruará todo entorpecente apreendido foi destruído.



Ainda segundo informações da polícia, para o ato de incineração, foram observadas rigorosamente as normas previstas na Lei nº 11.343/2006 e suas alterações, inclusive, quanto à vistoria do local antes e depois de efetivada a destruição das drogas, sendo lavrado Auto Circunstanciado pelo delegado de polícia junto ao escrivão de seu cargo Ronivaldo da Silva Colares, certificando-se neste a destruição total delas na presença de testemunhas. O evento foi realizado pela terceira vez na cidade de Rurópolis e contou com a participação efetiva do representante da Vigilância Sanitária local, Sr., Sérgio Renato de Sousa, investigador de Polícia Civil Antônio Lira, Sargento Everaldo Vieira e Soldado Ivanilson Sousa, agentes administrativos da UIP de Rurópolis, além da presença de funcionários da cerâmica e de populares.

“Parabenizo e agradeço toda equipe da polícia civil, policiais militares da 17ª CIPM, representantes da Secretaria de Saúde e populares que se fizeram presente no ato, estes cada vez mais participativos nos trabalhos de segurança pública em prol da sociedade”. Finalizou o delegado.



Fonte: Grupo Elias Junior Notícias/ Polícia Civil de Rurópolis

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE