30 de novembro de 2017

HOMEM É PRESO NO BAIRRO BELA VISTA EM RURÓPOLIS POR VIOLÊNCIA DOMÉSTICA



No início da manhã de 28/11/2017 foi preso em flagrante delito por policiais militares, sob o comando do Tenente Roberto Scalabrin, o nacional MOACIR DE JESUS CUTRIM RIBEIRO, vulgo “MARANHÃO”, brasileiro, com união estável, não alfabetizado, com união estável, comerciante,  bairro Bela Vista, o qual é detendo do Centro de Recuperação de Itaituba, estando em regime semi-aberto, e que na noite de 27/11/2017 teria arrombado a residência da sua ex-companheira Sra. FRANCISCA VIEIRA, e ali permanecido até a manhã do dia seguinte, quando passou a quebrar copos, mesas, e garrafas no bar da vítima, inclusive ameaçou a mesma de morte juntamente com seu filho de nome ANTONIO VIEIRA CAPUCHO, tudo na intenção de obrigar a vítima, Sra. FRANCISCA VIEIRA a reatar a união com o mesmo. 

O agressor foi conduzido e apresentado ao delegado de polícia civil de Rurópolis, Dr. Ariosnaldo da Silva Vital Filho para as devidas legais. E, em depoimento a vítima relatou ao delegado que conviveu em união estável com o homem de nome MOACIR DE JESUS CUTRIM, vulgo “MARANHÃO”, sendo que o conheceu há cinco anos quando este saiu do presídio no município de Santarém/PA e durante a união estável, ocorriam muitas brigas ocasionadas pelo estado de embriaguez constante de Maranhão. 

Há alguns meses, Moacir voltou a ser preso pela prática de crime de Homicídio ocorrido no município de Jacareacanga, e foi levado ao presídio de Itaituba, sendo que após a prisão, a sua companheira o visitava frequentemente no presídio, mas contando três meses, ela deixou de visitá-lo e lhe disse que não queria mais conviver com ele, dando por encerrada a união com Moacir, e este passou não aceitar a separação. Por força de lei, Moacir passou para o regime semi-aberto com a restrição de não sair do município de Itaituba, mas na data de 27/11/2017, ele saiu do presídio e viajou para Rurópolis, e já na madrugada de 28/11/2017 foi direto para o bar da sua ex-companheira, localizado no bar Bela Vista, Bar este que até hoje carrega seu nome como BAR DO MARANHÃO, onde já chegou alcoolizado, e ali ficou, posteriormente, passou a quebrar tudo ali, quando na manhã seguinte foi denunciado anonimamente que o referido estava quebrando tudo no bar e ameaçando sua ex-companheira, promovendo desordem no local, quebrando várias garrafas de bebida, quebrou copos, cadeiras, tudo para intimidá-la a reatar a união estável, foi quando a Polícia Militar prenderam em flagrante Moacir, que reagiu a prisão, gritando e tentando agredir os Policiais Militares, o que levou os mesmos algemá-lo, em razão do referido homem está totalmente embriagado e em estado emocional alterado colocando em risco a sua vida e de terceiros.

Durante o interrogatório de MARANHÃO, ele negou as agressões e ameaças, dizendo que não se recordava de nada. MARANHÃO foi conduzido a Audiência de Custódia e sofrerá as sanções penais.

A atuação policial contou com o investigador de Polícia Civil, Antônio Lira e Policiais Militares da 17ª CIPM, sob o Comando do Major Márcio Abud.

Vale ressaltar que esses elementos são soltos por bom comportamento,  no presídio eles conseguem benefício é quando retornam ao convívio da sociedade aprontam de novo. Com tais leis só restam nossos policiais enxugarem gelo o tempo todo.

Fonte : Grupo Elias Junior Noticias / Policia Civil de Rurópolis 

Nenhum comentário:

CONFIRA ABAIXO NOTÍCIAS QUE FORAM DESTAQUE